Comer durante as viagens pode ser uma tarefa complicada para quem tem restrições alimentares. Mas, calma! Ao tomar alguns cuidados pontuais, você consegue encontrar soluções práticas que garantem a diversão nos passeios

A principal dica está em pensar com bastante antecedência sobre o que será necessário para já chegar ao destino bem preparado. Dessa forma, os riscos são deixados de lado e a experiência gastronômica se torna mais agradável. 

Quer saber mais? Vamos mostrar dicas essenciais para viajar sem passar sufoco com o cardápio. Acompanhe: 

Leve lanches para comer durante o trajeto

Pessoas que lidam com restrições ficam com o pé atrás no momento de se alimentar durante um passeio. Para não correr riscos desnecessários, evite comer em barracas e quiosques com pratos sem informações de ingredientes. 

O melhor caminho, nesse caso, é preparar lanches práticos que podem ser carregados durante todo o trajeto. Assim, você elimina qualquer chance de perder o dia de viagem por conta de imprevistos de saúde que acabam estragando o clima de descanso. 

Além disso, ter autonomia na alimentação permite repor as energias rapidamente sem precisar fazer pausas inconvenientes — por roubarem o tempo que poderia ser usado para conhecer novos lugares.

Tenha uma lista de alimentos que causam alergias

Seja em viagens no Brasil ou no exterior, você precisa ter uma lista de alimentos que causam alergias. Essa medida de segurança é uma ajuda e tanto no momento de decidir o que comer em restaurantes desconhecidos. Logo, ao consultar o cardápio de cada lugar, basta pedir para realizar o preparo sem os ingredientes listados. 

Uma boa dica é fazer uma relação personalizada em cada destino. Por exemplo, se você estiver em um país de língua inglesa, fique de olho nas traduções para evitar interpretações erradas. Outra questão importante está em deixar essas informações em locais de fácil acesso, como no celular ou na mochila, com a intenção de evitar esquecimentos.

Use sempre uma bolsa térmica

Ter uma bolsa térmica específica para viagens faz muita diferença no momento de se alimentar. De fato, carregar frutas, lanches leves e pequenas marmitas, ajuda a aproveitar os momentos relaxantes e as atividades ao ar livre. Pense bem, comer uma feijoada na praia é um atestado imediato de indisposição, concorda? 

Por este motivo, o segredo para garantir a energia necessária é fazer o seu próprio cardápio de acordo com o passeio. Como resultado, além de ficar protegido em relação às restrições alimentares, ainda é possível se manter hidratado na medida certa e proporcionar uma boa experiência ao paladar. 

Escolha um local com cozinha preparada para restrições alimentares

Os cuidados com restrições alimentares devem se estender também ao local de hospedagem. Hoje em dia, a maioria dos restaurantes em destinos turísticos apresentam opções de pratos para diferentes tipos de intolerâncias, veganos e vegetarianos. 

Porém, no caso de uma estadia mais longa, é fundamental priorizar hotéis e pousadas com estrutura de cozinha. Como resultado, o atendimento de uma equipe experiente no assunto cria um clima familiar que praticamente elimina as chances de ter problemas com a alimentação. 

Pronto! Agora você já sabe quais cuidados tomar com restrições alimentares durante as viagens. O mais importante é ter a consciência de que buscar comer bem não prejudica a experiência durante os passeios quando tudo é bem planejado.

Gostou das informações deste artigo? Então deixe seu comentário no post e nos conte seus truques de alimentação em viagens